• Centro Nacional de Educação

Volta às aulas: Sugestões para o Planejamento

Fevereiro chegou! E com ele, chegam as aulas!! Cada ator nesse cenário tem uma ansiedade, uma expectativa. De um lado, o aluno, ansioso por conhecer novos amigos e os desafios que o ano letivo lhe reserva. Novos professores, novas disciplinas, tudo novo!


De outro lado, professores, coordenadores, diretores, todos empenhados em oferecer um momento inicial de muita alegria e confraternização aos alunos, e também apresentar a eles os novos elementos do ano letivo.


Nesse contexto, o professor precisa conhecer seus alunos e o que eles aprenderam em anos anteriores, para poder finalizar seu planejamento e saber quais conteúdos devem ser revistos e discutidos previamente para o bom desenvolvimento de competências e habilidades previstas para o ano letivo. Em resumo, o professor precisa avaliar seus alunos.


No momento de chegada e acolhida dos alunos, nada melhor do que buscar um ambiente interessante e divertido, para que eles se sintam confortáveis e acolhidos. Por isso, uma boa prática seria apresentar desafios aos alunos, ao invés de provas, exercícios ou questionamentos diretos. Em particular, porque desafios podem gerar jogos, brincadeiras, competições e muita diversão. Além disso, a Resolução de Problemas é uma das metodologias ativas em pauta para a Educação do presente, e também exercita a curiosidade intelectual, a cooperação entre alunos, a empatia, a resolução de conflitos, a criatividade, que são elementos das Competências Gerais da BNCC.


Para introduzir esses desafios, sejam eles de qualquer disciplina, o professor pode fazer uma gincana com os alunos, dividindo-os em dois ou três grupos que respondem desafios diversificados, ganhando pontos para respostas corretas. Enquanto isso, os alunos passam a se conhecer melhor, e o professor pode observar comportamentos e conhecimentos.


Outro meio de se introduzir desafios aos alunos pode ser dividindo-os em grupos de três componentes para resolvê-los. Mas não em sala de aula, cada um sentado em sua carteira! Leve-os para o pátio, quadra, jardim, mude de ambiente! Isso permite que os alunos novos conheçam melhor a escola e fiquem rapidamente familiarizados com o ambiente. Cada grupo teria uma prancheta com o desafio e uma única caneta! Assim, eles necessariamente trabalhariam em grupos.


Aproveite esses desafios e discuta-os em sala, em particular aqueles de maior dificuldade para os alunos. Peça que cada grupo apresente aos outros suas resoluções, mostrando que há caminhos diferentes para superar desafios. Além disso, cada um pode expressar-se a sua maneira, utilizar diferentes linguagens e meios de registro, ainda desenvolvendo novas habilidades.


Permita que os alunos criem jogos e brincadeiras para desafiar os colegas. Promova debates. Assim, poderá identificar os interesses deles e utilizá-los em suas aulas, tornando-as mais interessantes. Planeje uma atividade diferente para cada dia desta semana inicial. Mas não deixe de planejar novos momentos como estes durante o ano letivo, para manter viva essa relação inicial com o aluno.


Ao final da semana, peça que eles façam um relato sobre a volta às aulas, seja ele escrito, ou como uma roda de conversa, um desenho, uma produção em vídeo, ou até mesmo um formato à escolha dos alunos, trabalhando em grupos. Além de ser mais um momento de avaliação, eles poderão exteriorizar seus sentimentos, e reações, aprendendo a se comunicar e a refletir. Lembre-se: a partir de agora, a BNCC norteia nosso planejamento.


Não se esqueça de deixar seu comentário, sugestão ou pergunta para os leitores de nosso Blog.

119 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo